segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Dia do livro didáctico

A BE junta-se à comemoração desta efeméride celebrada em alguns países do mundo, nomeadamente no Brasil.




video

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

A melhor carta

De todas a cartas recebidas, esta foi a escolhida para representar o Agrupamento no concurso "A melhor carta", dinamizado pelos CTT em parceria com o PNL.


Lisboa, 15 de Fevereiro de 2011

Ex. Senhores.

Olá, eu sou uma árvore e estou a escrever-vos porque resolvi responder a um desafio que me fizeram recentemente. Querem saber qual é? Eu digo-vos. Pediram-me que escrevesse uma carta, onde explicasse porque é importante proteger a floresta. Ora, eu que sou uma árvore pensei na melhor forma de o fazer e depois de muito reflectir, achei que deveria começar pelo início. Sendo um ser vivo, habito um local muito especial para mim e para as minhas companheiras. Vivo numa floresta e neste momento estou muito preocupada e triste com a humanidade em geral, porque todos os dias vejo muitas árvores, que são minhas amigas, a serem cortadas ou queimadas. Muitas estão a morrer. É muito triste ver que estão a destruir um dos bens mais preciosos do nosso Planeta: as áreas florestais. Por favor, ajudem as árvores, pois há muitas razões para nos manterem vivas.
Em primeiro lugar, nós, as árvores, damos a todos oxigénio para viverem. Sim, nós absorvemos dióxido de carbono e libertamos, através das nossas folhas, oxigénio, indispensável à sobrevivência de qualquer ser vivo. Logo, ao cortarem as florestas estão a destruir quer o ar que respiram, quer o habitat das várias espécies de animais que não só precisam do oxigénio para sobreviver, mas também necessitam de nós para se alimentarem e viverem. Eles comem os nossos frutos e/ou as nossas folhas, aproveitando também os nossos ramos para dormir e se protegerem dos perigos que existem na floresta como, por exemplo, os outros animais que os querem comer ou os caçadores que os querem caçar para os vender no mercado negro. Por isso é que nesta altura muitas espécies também estão em risco de extinção. Temos de fazer qualquer coisa para que esta situação não piore.
Em segundo lugar, se nos cortarem todas ou se nos incendiarem como acontece durante a época quente do ano, mais conhecida como Verão, como vos disse anteriormente, o oxigénio deixa de existir e muito provavelmente o planeta e quem o “possui” morre.
Em terceiro lugar, nós servimos para entretenimento, uma vez que as pessoas se podem divertir ao tentar subir pelos nossos ramos ou podem pendurar baloiços neles para brincarem com as crianças...
Em quarto lugar, nós embelezamos o vosso planeta, damos-lhe uma cor verde, uma cor de esperança e de vitalidade, que é necessária para o seu equilíbrio e desenvolvimento.
Em quinto lugar, nós damos frutos para as pessoas comerem e a fruta é um dos bens essenciais que todos devemos ter o prazer de saborear e partilhar com as nossas gerações futuras. Estas gerações que virão no futuro também irão querer comer os nossos alimentos, respirar ar puro, dar um passeio pelos caminhos de uma floresta e temos de a proteger para que isso se possa concretizar.
Enfim, como vêem têm muitos motivos para preservar as árvores. Por isso me despeço, com a esperança de ter um futuro bem melhor do que o presente. Assim sendo, espero que nos dêem valor e nos protejam!

Um abraço para todos.
Árvore

P.S.- Tratem bem as árvores.
Trabalho realizado por: Abigail Diogo, n.º1, 6.ºE
....
A Coordenadora do PNL agradece, mais uma vez, a colaboração de todos os professores e participação dos alunos neste tipo de actividade.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Semana dos Afectos

Durante a Semana dos Afectos, o espaço da Biblioteca Escolar recebeu diversos trabalhos de alunos, nomeadamente um Cupido dos Afectos (alunos do 6.ºE), Coração dos Afectos (alunos do 5.ºH), postais de vários alunos da escola, quer do segundo, quer do terceiro ciclos. Na sexta-feira, durante a manhã, os alunos entregaram corações da amizade (6.ºF) houve uma sessão, dinamizada pela coordenadora do projecto "Crescer em Saúde". Nesta sessão, os alunos do 5.ºD cantaram acompanhados pelo professor de Educação Musical; os alunos do 7.ºD divulgaram um vídeo sobre a amizade; os do 8.º A leram poemas e os do 7.ºC disseram frases relacionadas com a amizade.
Neste evento, também estiveram presentes Encarregados de Educação de alguns alunos da escola.



Fotos dos trabalhos dos alunos
video
Fotos do evento
A Equipa da BE agradece, mais uma vez a colaboração de todos os professores, alunos e Encarregados de Educação.

É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.
Eugénio de Andrade

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Clube de Poesia

O Clube de Poesia divulga um poema de Luís de Camões e outros escritos por alunos da escola, no âmbito da Semana dos Afectos:

Menina dos olhos verdes


Menina dos olhos verdes,
porque me não vedes?


Eles verdes são,
e têm por usança
na cor, esperança
e nas obras, não.
Vossa condição
não é d'olhos verdes,
porque me não vedes.

Isenções a molhos
que eles dizem terdes,
não são d'olhos verdes,
nem de verdes olhos.
Sirvo de giolhos,
e vós não me credes
porque me não vedes.

Haviam de ser,
porque possa vê-los,
que uns olhos tão belos
não se hão-de esconder;
Mas fazeis-me crer
que já não são verdes,
porque me não vedes.

Verdes não o são
no que alcanço deles;
verdes são aqueles
que esperança dão.
Se na condição
está serem verdes,
porque me não vedes?
Luís Vaz de Camões

O Amor
É um Deus voador,
uma imagem,
uma alegria,
uma dor!

Queria dizer o que sinto,
mas não consigo escrever!

Sei apenas,
que Amor é algo,
que não se pode escrever!
É alegria, é dor,
é imagem,
é um Deus voador!
Ruben Raminhos, 6.ºA

“Avó”
Há muito tempo, que não te vejo…
Porém, os sentimentos não se vêem…
Sentem-se no coração!
E tu, estás sempre nos meus pensamentos
Foste sempre a ajuda que eu precisei,
a palavra amiga, que eu ouvi,
a mão que me auxiliou
o gesto que nunca esquecerei!
Obrigado avó.
Rafael Soares, 6.º A


Ter um amigo é tão bom,
é uma grande emoção.
Guardo sempre os meus amigos,
dentro do meu coração.

Neles posso confiar,
Dizem-me sempre a verdade.
Não há sentimento mais belo
do que uma grande amizade.

Sei que estão sempre comigo,
prontos para me dar a mão,
e uma palavra amiga,
nos tempos de aflição.
Miguel Cruz, 6.ºE

14 de Fevereiro,
Dia dos Namorados,
Devia ser o ano inteiro,
para solteiros e casados.


Rosas vermelhas ou brancas,
a cor tanto faz.
As variedades são tantas,
o que vale é a mensagem que traz.


No dia da Amizade,
o amor vemos celebrar.
E com muita felicidade,
um amigo vamos alegrar.
João Reis, 6.ºE

Nossos sonhos são agora de adolescentes.
A combinação perfeita de corações inocentes!
Podemos viver o amor com carinho e amizade,
Com ternura e paixão que deixa sempre saudade.
Marco Costa, 6.º E

Não te devia dizer,
Mas digo agora.
Se um dia te perder,
Sei que morro nessa hora.
António Cabral, 6.ºE

Dia do Patrono

Comemoração do dia do Patrono

A Biblioteca Escolar recorda a toda a Comunidade Educativa que hoje, 13 de Fevereiro, é o dia do Patrono da nossa escola, Professor Agostinho da Silva.



Recordamos as suas sábias palavras:

Durante a semana, uma turma da escola, o 7ºA, irá relembrar o patrono, através da decoração do espaço da biblioteca.

Fotos do evento

A equipa da BE agradece a colaboração dos alunos e do professor Luís Pires.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Postais do "Dia dos Namorados"

O Departamento de Línguas organizou, mais uma vez, o concurso do postal para o "Dia dos Namorados". Os alunos aderiram à iniciativa construindo não só postais, mas também escrevendo os seus poemas e mensagens de amor.
Estes postais foram escritos em várias línguas, que representam os diversos grupos disciplinares, existentes na escola.



Fotos da exposição

A equipa da BE agradece a colaboração de todos.

Comunicado a todos os docentes

A equipa da BE vem relembrar a todos os docentes que enviou, via e-mail, uma grelha para o Planeamento de Actividades em colaboração com a Biblioteca Escolar. Até esta data a equipa da BE não recebeu qualquer informação de participação.
Ficamos a aguardar.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Cupido dos Afectos

Nas aulas de Área de Projecto, os alunos do 6ºE construíram um Cupido dos Afectos para que a Comunidade Educativa possa deixar a(s) sua(s) mensagem(ens) e depois um mensageiro encarregar-se-á de as entregar ao respectivo destinatário.


A equipa da BE agradece a colaboração dos alunos e das professoras Ana Rita Lopes e Cecília Pires.

Clube de Poesia

O Clube de Poesia deixou uma caixa na Biblioteca Escolar, onde poderás deixar poemas escritos por ti ou poemas de um autor que gostes.
Participa na iniciativa!

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Quem conta um conto acrescenta um ponto...

A coordenadora do PNL e a equipa da BE, após a selecção e envio do melhor final para o concurso "Quem conta um conto acrescenta um ponto...", promovido pelo Jornal Sol, em colaboração com o PNL, agradece a participação dos professores e alunos do 2.º Ciclo na iniciativa e aguarda com expectativa os resultados.

O final escolhido para representar o Agrupamento foi:


Final do conto "Uma Família Inglesa" de Júilio Dinis

Carlos e Cecília casaram-se e Jenny foi a madrinha. A festa realizou-se na quinta dos Whitestone e foi deslumbrante. Estiveram presentes mais de quinhentos convidados, que faziam parte da classe mais rica do Porto. Carlos também convidou alguns dos empregados de seu pai, entre eles Afonso (o empregado que Carlos tinha ajudado, pois a sua mãe estava em apuros). A festa correu às mil maravilhas e foi nesse ambiente festivo que Jenny conheceu Afonso. Foi amor à primeira vista e os dois não se largaram durante toda a festa. Aí começou uma grande paixão.
Os noivos receberam imensos presentes, alguns muito valiosos. Mas, Carlos e Cecília gostaram especialmente da oferta de Afonso: uma garrafa de vinho produzido pelo pai que tinha uma pequena vinha no Douro.
A garrafa foi aberta no dia seguinte ao casamento, após um almoço de família onde estavam apenas presentes a família Whitestone e Manuel Quintino. Todos ficaram deliciados com aquele vinho, que tinha um sabor que jamais tinham provado: um verdadeiro néctar dos Deuses. Foi nesse dia que Carlos teve uma ideia surpreendente: porque não aproveitar a quinta que o pai lhe tinha oferecido, como prenda de casamento, para se dedicar à produção de vinho?
Carlos não perdeu tempo, pediu ajuda a Jenny e juntos foram conversar com Afonso que lhe tinha oferecido aquele vinho delicioso e contaram-lhe os seus planos. Afonso e o seu pai aceitaram ajudar Carlos na concretização do seu sonho. Juntos começaram a plantação de uma enorme vinha na quinta de Carlos que se situava nas margens do rio Douro. Entretanto o amor entre Jenny e Afonso tornara-se cada vez maior e os dois decidiram casar. A partir daí Afonso ficou sócio de Carlos na produção de vinho.
As vinhas rapidamente começaram a produzir bastantes uvas e com elas produziu-se o primeiro vinho de Carlos e Afonso. Foi um sucesso! Este vinho passou a ser famoso em todo o país e até no estrangeiro!

Escrito por: Miguel Cruz 6ºE nº18

Concurso "Onde te leva a imaginação?"

Duas turmas do 6.º de escolaridade estão a participar no concurso "Onde te leva a imaginação?", subordinado ao tema "Consigo por um futuro sustentável" promovido pelos CTT, em colaboração com o PNL.
Este concurso terá duas actividades, a primeira "Onde te leva o selo?" e a segunda "Onde te leva a leitura?".
Para mais informações clicar aqui.

"Faça lá um poema"

A coordenadora do PNL e a equipa da BE agradecem a colaboração de todos os docentes do 2.º e 3.º Ciclos, que divulgaram o concurso nas suas turmas e entregaram os poemas para análise e selecção dos melhores.
Aguardamos os resultados com grande expectativa.

Os poemas enviados foram os seguintes:

............Faça lá um poema

Fazer um poema
é divertido,
mas também é um dilema,
se não fizer sentido.

Poesia é o melhor que há,
é uma maravilha.
Poesia é o melhor que há,
é preciso muita fantasia.

É divertido
não há problema,
por isso eu digo:
"Faça lá um poema".
Abigail da Conceição Diogo, n.º1, 6.º E

...........Ser Guerreiro

Quero ser guerreiro
para te poder amar.
Quero ser guerreiro
para te conquistar.

Quero ser guerreiro
para morrer por amor.
Quero ser guerreiro
para sentir a dor.

Quero ser guerreiro
para defender as tuas fortalezas.
Quero ser guerreiro
para combater as tristezas.

Quero ser guerreiro
para um dia me lembrar de ti.
Quero ser guerreiro
para morrer por ti.

Quero ser guerreiro
para ser dono do teu coração.
Quero ser guerreiro
para viver feliz e com paixão.
Sancho Sousa e Silva, 9.º B, n.º23